Jun
27

Tinis aeiouvi

1 Comentário

Hoje falamos dos aeiouvi, um projecto delicioso que estreou oficialmente há dias, e que nos apresenta o trabalho de 4 amigos, que juntos contam e cantam histórias. Os aeiouvi produzem e musicam audiolivros de contos e histórias infantis e juvenis. E fazem-no muito bem!

O primeiro contacto para este  por medida foi feito pela querida Sara Mendes com quem já tinha trabalhado numa pequena encomenda via Caderno de Pintar. Na sequência foi-me pedido, no mesmo contexto, a ilustração para o primeiro conto musicado dos aeiouviA Lebre e a Tartaruga. Mas não ficámos por ali!

Tínhamos aberto há poucos dias as portas da casa da dupla Tinimini, e pareceu a estes 4 amigos (e pareceu muito bem)  que a nossa linguagem era ouro sobre azul para representar a imagem dos aeiouvi.

Pegando nas características, sobretudo as que os identificam neste projecto,  nasceram os 4 eu criança de cada um deles, expressão com muita graça que eles usaram na troca de email’s e que identifica o espírito Tinimini na perfeição. Recebi algumas indicações  e fotografias para usar como referência e inspiração e a reacção aos primeiros esboços não podia ter sido melhor, depois disso foi dar-lhes cor de rebuçado!

Mas seria necessário dar arrumo a estes tinis, fazer-lhes uma legenda gráfica a preceito.

Quem melhor?…  Miss Pinto entrou então em acção, e como é habitual, quando vi o resultado  fiz logo um sorriso de orelha a orelha, e este sorriso foi dos sonoros, achei perfeito. Sintonia total! Luz, cor, alegria!
O que eu delirei com o balão de fala que ela desenhou para o nome, ia jurar que quando vi o arrumo final os ouvi mesmo a conversar, a cantar…

Mas ela pode falar um pouco sobre a linha que ajudou a conduzir a este efeito final…
A reacção do quarteto foi tão boa, pode ser lida aqui.

Da nossa parte um grande obrigada pelo voto de confiança, e um forte voto de muito sucesso para os tini aeiouvi!

 

 

Agora passo eu a explicar o processo, que tem sempre graça! A Célia fez os esboços deliciosos e eu dediquei-me à escolha de uma fonte para os acompanhar, já que os aeiouvi ainda não tinham um logotipo definido.

A escolha foi para algo miúdo, brincalhão, próximo da escrita manual e que entrasse em sintonia com os desenhos, sem os dominar, acompanhando-os na brincadeira.

As escolhidas foram a Waking up, para o logótipo e a Mossy, para os nomes da miudagem. Feito isto, foi brincar com as cores e juntar elementos – já que se trata de histórias contadas e cantadas, um balão de fala foi a primeira coisa que me ocorreu!

A partir dos Tinis aeiouvi, fizemos o cabeçalho para o Facebook, o ícone com que se identificam e o cabeçalho para o site.

O resultado foi este, festivo, dinâmico, bem disposto. Achámos que era a cara deles e eles concordaram, toda a gente em sintonia, que nem orquestra afinada!

Oh happy days!

 

Jun
24

Este livro pertence a…

1 Comentário

Desde que me lembro, adoro livros. Aprendi a ler aos 4, quando o meu irmão entrou para a escola primária e me foi ensinando o que aprendia todos os dias. Cresci no centro de Portimão, onde não se brincava na rua e os amigos eram da escola, por isso o Verão era disfrutado devagarinho na companhia do Astérix, Spirou, Patricia, As aventuras de MacGurk e tudo o que tivesse letras e estivesse na prateleira correspondente à faixa etária do momento… Este namoro com a biblioteca municipal durou uns bons 20 anos!

Recentemente tivemos a oportunidade de desenhar umas bookplates para uma menina que ia começar a escola. Fã de ballet, a ideia foi imediata.

Este foi o resultado das etiquetas que desenhámos para identificar os livros.

A ilustração é da Célia e o arranjinho, meu.

 

Jun
20

Miss 123

1 Comentário

Hoje apresentamos miss 123!
Sempre gostei muito de letras e números, e para quem conhece as minhas andanças na ilustração para manuais escolares, sabe que esta coisa de ilustrar aquilo que ajuda os mais pequenos a aprender, e os maiores a ensinar, sempre foi, e é, algo que gosto mesmo muito de fazer.

Miss 123 é uma ilustração funcional em vários aspectos, não só porque pode tornar mais alegre uma qualquer parede, mas consegue tornar ainda essa alegria interactiva, é que podemo-nos imaginar a usar estes números e figuras para contar uma, duas, três, ou mais histórias aos nosso petizes.

Importante ainda relembrar aqui o trabalho importante da equipa ilustração/design, é que miss Pinto é entendida nessas lides e foi ela quem escolheu esta letra bonita e supervisionou todo o arrumo final. O resultado é este e parece-nos delicioso! E em breve falaremos de outros team work num especial feito por medida. Estejam atentos!

Até lá deixamos-vos miss Feist  para fazer a ilustração sonora desta outra miss, 123, mais uma ilustração Tinimini  disponível aqui.

123tinigirl_novo(1)

miss123

Jun
17

Anjinhos

Deixe um comentário!

Em 2005 aventurei-me no vasto universo da palavra stock. Foi quando decidi desenhar, produzir e, ingenuamente, distribuir, cartões e postais ilustrados.

A lição comercial foi dura, mas foi também o início desta bela viagem com a Célia. Começámos com um lote de 4 postais de Natal e um conjunto de 6 anjinhos para montar, como fazíamos quando éramos miúdos, na escola primária.
O primeiro lote, foi de alusão natalícia e festiva, de cores vibrantes e impecavelmente impressos em fine paper acetinado, de seu nome Stardream. Um luxo, à vista e ao toque!

São 6 diferentes, meninos e meninas.

Os anjinhos podem ser encomendados avulso, simples ou acompanhados de etiqueta e fio, cartão e/ou envelope, na combinação à escolha, e funcionam lindamente como convites de aniversário, baptizado, como pequenas ofertas ou como detalhes decorativos.

Podem escolher todos os modelos das 3 colecções, apenas alguns ou um motivo único, à escolha.

 

anjinho 135mm  diâmetro // 1,50 euros

etiqueta com fio 30x80mm //  0,50 euros

cartão impresso 135×135 mm // 1 euro

envelope // 0,50 euros

 

Jun
13

Tomás

Deixe um comentário!

Para o baptizado do Tomás, o Bruno e a Luísa, já nossos clientes, queriam algo simples e muito fofo.
Pareceu-nos que uma silhueta em azul céu cumpria os requisitos, juntámos uma tipografia bonita e escolhemos um papel luxuoso.
O resultado foi este e, passados já uns anitos, continuamos a gostar tanto como se tivesse sido acabadinho de fazer.
Os convites foram acompanhados de envelope azul no mesmo tom e uma cinta de papel branco com umas folhinhas em relevo…
Um mimo!